02/01/2017

Então tá... Bora começar do começo. Eu confundi tudo desde o inicio. Quando nos vimos a primeira vez pensei: Eu quero, mesmo que seja por uma noite. Eu preciso ter você na minha vida, uma lembrança boa nela. Não sei por que cargas d'água você fico mais de uma noite, mas adorei. [TEXTICULO 54]



Então tá... Bora começar do começo. Eu confundi tudo desde o inicio. Quando nos vimos a primeira vez pensei: Eu quero, mesmo que seja por uma noite. Eu preciso ter você na minha vida, uma lembrança boa nela. Não sei por que cargas d'água você fico mais de uma noite, mas adorei. 

Eu que não sou muito religiosa agradeci a Deus, Ala, Buda, o universo e a Bahia inteira e todos seus santos por ter feito você ficar. Eu sei, assusta esse meu jeito, então pouco tempo ser tão intensa e incisa em nossa relação, porém, meu bem não sou assim sempre, são poucos que tiveram essa sorte ou azar, depende como sente ou ver às coisas. 

Não sou muito de fazer morada, o mundo me chama e eu vou, mas às vezes acontece dos deuses alienígenas enviarem presentes para nós, meros humanos atrapalhados, acredite, você foi o meu. Mas eu me atrapalhei no embrulho. Conhecer e descobri coisas levam tempo, imagina pessoas...

Confundi o que você demostrou ser no início com o que você realmente é. Não que você tenha me enganado, mas no inicio eu sentia mais atenção, mais toques, parecia que você gostava de ser visto ao meu lado e poder me abraçar e beijar quando quiser e onde quiser. Depois as coisas mudaram ou eu pensei que tinham mudado, não mudou, as coisas começaram ser o que deveriam ser daqui para frente.

Você sentia necessidade daquilo para me conquistar, demonstrar que sim, você estava feliz ao meu lado, estávamos juntos. Então, quando a certeza se fez, você se sentiu a vontade de ser você. E eu confundir seu jeito reservado com desdém, confundir a sua segurança em nós, com não quero e não sei o que fazer, confundi sua essência com meus sonhos loucos. 

É difícil, faz tempo que não lido com o sexo oposto, fiquei presa naquele primeiro mês, pensei que seria sempre assim. Os olhos brilham no encontro, o corpo vibra no simples tocar de mãos. Esqueci-me de que relacionamento não é um filme de comédia romântica com pitadas de pornô. Existem os dias, a convivência o sentir que está junto mesmo separados, que não é necessário grandes declarações de amor. Só de olhar a gente sente, estamos juntos.

E eu sempre me senti de alguma forma junto de você, mesmo agora que a ausência se faz presente. Vejo e entendo isso entre o cigarro e a cerveja, entre a pressa e a calma. Agora posso dizer que entendo...Tenho que viver um dia de cada vez.

Tais Medeiros.

Ah só não me peça pra gostar
e se despeça com olhar
de quem não pensa em voltar
Ah você me diz ignorar
a falta que esse amor fará

Você falou e prometeu que seja assim
perto do seu e perto do meu amor
Não sei mas se talvez viesse pra ser do bem
e fizesse questão de ser além



Nenhum comentário: