19/09/2016

Cenas Curtas: EU TE AMO


- Moro na cidade que nunca dorme, onde os olhares não se cruzam. Sempre inverno, mesmo que o sol brilhe fulminante, tudo é gélido, tudo se mostra sem amor. E os gritos ressoam em ruas vazias. A gente não se toca a gente não se molha. Tudo está tão distante e ao mesmo tempo tão perto. Será que é sempre inverno em SP?
- Eu te amo.
- O que?
- Eu te amo.
- Mas, você nem me conhece.
- Mas, eu te amo.
- Moço, o senhor não pode sentar ao lado de uma pessoa, em um ponto de ônibus e dizer que ama, sem ao menos conhecê-la.
- E por que, não?
- Elas não acreditam se assustam.
- Assustam com o amor?
- O senhor é desse planeta?
- Sim. E você?
- Lógico!
- E por que as pessoas se assustam com o amor?
- Eu não sei... Deve está em falta.
- A gente sempre se assusta com o que não conhece.
- Ou com que nunca teve.
- Mas a gente também se deslumbra com o que nunca teve, quando recebemos.
- Ás vezes.
- Você se deslumbrou?
- Com o que?
- Com meu amor?
- Por favor, você não me conhece, como pode me amar?
- Já amei pessoas que pensei conhecer, porem não conhecia. E amei mesmo assim. E você?
- Eu? Eu também...
- Então por que me nega amor?
- Não estou negando, apenas não estou sabendo lidar com ele.
- É muito amor?
- Sim, então pouco tempo.
- Eu te amo.
- Moço, eu não posso.
-Você já ama alguém?
- Não!! Deus me livre. As únicas dores que desejo em meu peito é de infarto e nada mais.
- Triste!! Querer morrer por nada.
- Melhor que por alguém.
- Ao menos morreu por sentir algo, me parece justo.
- O mundo não é justo moço.
- E não precisa ser e nem merece nossa tristeza.
- Entendi, mas está ficando chato.
- Juro que é de graça, não quero nada em troca, apenas queria que soubesse... Eu te amo.
- Eu.. Que maluquice, não acredito que vou dizer...
- Se não acredita, não precisa dizer.
- Eu te amo.
- Sinto que nosso inverno degelou.
- Ah! Agora preciso ir. Meu ônibus...
-Tudo bem. Só não se esqueça. Quando alguém te negar amor, lembre-se que tem o meu.

Tais Medeiros

2 comentários:

Rubens A disse...

porque não inscreve no Festival de Cenas Curtas... As inscrições nunca se encerram, mas agora em novembro pára a programação e retoma em março!

Choconhaque disse...

Nossa!! Nunca pensei nisso. Vou ver. Obrigada.