24/01/2016

Sessão poema - Parte VIII [ Montes de clitóris e espasmos de furor.]


  Ilustração de Guido Crepax


Desculpe a demora amor...
Me perdi na vida, nesses caminhos sem saída.
Daqueles estreitos e apertados.
Quase sempre úmidos, guardados, esperando para serem descobertos.
Caminhos de "mãos" únicas que quase sempre nos leva para inferno.
Dizem eles...
Instigando minha curiosidade, prometendo o êxtase.
Percorri suas estradas em relevo.
Terra árida, corpo árido lascivo.
Montes de clitóris e espasmos de furor.
Aventurei-me em seu templo inundado de amor.


Tais Medeiros. 

Nenhum comentário: