08/04/2015

Sabe amiga, vou te contar uma lastima minha, para você entender o que falo. Eu estava em um bar e conheci um cara muito legal, rimos a noite inteira, gostávamos das mesmas coisas, me peguei pensando várias vezes – Poxa que cara legal. Mas então fiz a merda, ao invés de seguir o roteiro, bar e motel, castrei meu instinto e fui para casa como uma dama virgem pronta para casar. Foram alguns dias de mensagens, curtidas e marcação em redes sociais, eu parecia uma menina de 14 anos bestificada com aquele ser. Expectativa a mil para no grande dia... Cinco minutos serem o bastante para eu querer sumir daquele quarto. [TEXTICULO 06]

Eu estava lá rodeada de duas fêmeas Alfas, independentes e com histórias dignas de um filme de Woody Allen. Falavam, falavam e eu observando. Não importa quantos sutiãs essas mulheres queimem seus assuntos sempre enveredam para HOMENS.

É reunir ao redor de uma mesa que o assunto é BOYS - “Boy magia que deseja sair” “Boy não magia que não quer sair” “Boy magia finado” “Boy magia novo” e blá blá blá."  Na mesa  ao lado percebo a presença de alguns machos Beta.  Então entro em um debate psicológico.

Será que eles fazem o mesmo? Será que eles entre um futebol e outro, uma política e outra, falam de mulheres? Sei lá... “A que querem comer” “A que já comeu” “A que não vale a pena comer” “A que é bonita” “A que é inteligente mais frigida” e as “feminista” na mesa ao lado tomando cerveja - Devem ser tudo sapatona!

O assunto no bar não era nenhuma novidade, sempre tem uma querendo sobressair, contar vantagem e outra sempre a contar desgraçada, entre os mortos e feridos fico como coveira, cobrindo com terra os corpos desfigurados. Minha maldita querida estava se queixando do seu ultimo encontro.

- Ficamos naquele lenga, lenga... Mensagens, curtidas. Eu o conheci na saída de uma de balada, cancelou o taxi para me acompanhar até o metrô, era um fofo. A empresa que ele trabalha presta serviço para minha.

E o que essa maldita está reclamando? Conheceu o cara numa balada CARAAAAA, ele ia utilizar um taxi até Ferraz de Vasconcelos, repito táxi até FERRAZZZZ, certo que ele cancelou para caminhar até o metrô, podia ter levado ela de táxi até em casa, mas hoje as pessoas gostam de se mostrar simples, ostentação é para o baile funk. Um cara bonito nas fotos, bem sucedido. O que esse DIABO fez de errado?

- Me levou ao COMEDIANS no primeiro encontro, pagou tudo foi até legal por causa do STAND UP. Mas ele ficou longe, sem beijo, abraço ou aperto de mão, nem uma apertadinha na coxa por debaixo da mesa. Eu poderia massagear seu pau por debaixo daquela mesa, enquanto riamos das lorotas do ator falido, mas não ele estava muito longe para eu alcançar o membro de ouro. No fim tive eu que beija-lo e depois um bay, bay e um tchau ponto final... Nesse chove não molha dormi seca e acordei insuportável.

Ela estava virada nas setes pragas do Egito com o bom moço. É os tempos estão mesmo modernos, as mulheres um pouco “casuais” e os homens “sensíveis” sempre guerra dos sexos. As mulheres hoje querem aventuras, será que é para provar sua independência ou é apenas dor de cotovelo? Afinal essa minha maldita amiga tinha terminado um namoro de 4 ou 5 anos com uma cara que por muito tempo pensei ser produto de sua imaginação. Talvez ela esteja na sede de recuperar o tempo que acha que perdeu.

Mulheres vão entender! Se fossem boas, eu tinha uma. Não tive muita paciência com aquilo e ao invés de dar apoio, difamar o bom moço disse:

- Isso é sua culpa, se está com vontade de trepar ou massagear o pau dele, nunca, jamais em hipótese alguma deixe o mesmo escolher o role. E isto não é uma regra é um dogma para as mulheres que querem deixar ser usadas. O local do primeiro encontro deve ser o BAR. O álcool nosso companheiro, nossa foda máster vai tornar tudo agradável.

O primeiro encontro no bar vai definir muita coisa como: Quero ver ou não ver esse ser de novo?
Se o cara for bom, marca um novo encontro em um lugar reservado para vocês conversarem sobre vocês e suas vidas medíocres.  Caso ele não tenha um desempenho tão bom assim, beijos amor, foi bom, mas não.

- Sabe amiga, vou te contar uma lastima minha, para você entender o que falo. Eu estava em um bar e conheci um cara muito legal, rimos a noite inteira, gostávamos das mesmas coisas, me peguei pensando várias vezes – Poxa que cara legal. Mas então fiz a merda, ao invés de seguir o roteiro, bar e motel, castrei meu instinto e fui para casa como uma dama virgem pronta para casar. Foram alguns dias de mensagens, curtidas e marcação em redes sociais, eu parecia uma menina de 14 anos bestificada com aquele ser. Expectativa a mil para no grande dia... Cinco minutos serem o bastante para eu querer sumir daquele quarto.

Sim! O bom humor e inteligência do rapaz não foram o bastante para um terceiro encontro, se tivesse seguido meu roteiro, tinha poupado dias de masturbação. Se você quer? Então conspire a favor. O homem não é obrigado a saber tudo, nem o que se passa nessa sua cabeça bipolar, trabalhe a favor de você. Quer sair e transa? Faça.

Não fique esperando que façam por você. Do mesmo jeito que as mulheres estão levadas por instinto os homens podem estar sendo levados pelas emoções ou os sacanas querem mesmo é nos matar na unha.

"Ela quer viver sozinha sem a sua companhia
E você ainda quer essa mulher" ...
Tais Medeiros

Nenhum comentário: